Prolapso Genital

Entre em contato
conosco hoje mesmo.

Sem compromisso.
Prolapso GenitalO que é prolapso genital?

Prolapso genital é um termo genérico que se refere a perda da sustentação mecânica que mantém no lugar o útero, a bexiga e o intestino, e seu consequente deslocamento para baixo e para fora da pelve.


Como acontece o prolapso genital?

Com a frouxidão dos músculos e ligamentos da pelve, e a consequente perda da sustentação, ocorre um decaimento dessas estruturas. O termo distopia se refere a alteração do posicionamento e algumas classificações são aplicadas para melhor entendimento. O grau de prolapso genital é variável, desde um pequeno prolapso sem sintomas – Grau I, até a saída completa do órgão para o exterior – Grau III.
O prolapso é mais comum nas mulheres acima de 50 anos e aumenta naquelas mulheres que se submeteram a histerectomia – prolapso vaginal pós cirúrgico. No entanto, pacientes jovens podem apresentar o prolapso em sua constituição física.


Quais são as queixas mais comuns?

É comum que este grupo de mulheres com prolapso apresente queixas médicas, por vezes inespecíficas, como constipação, dor na relação sexual (dispareunia), dificuldade em esvaziar a bexiga, urgência urinária, sensação de peso no ventre ou sensação de que "tem uma bola dentro da vagina". De acordo com o órgão envolvido, nos referimos ao problema como: prolapso do útero, prolapso da bexiga ou cistocele, prolapso da vagina ou colpocele, prolapso do reto ou retocele, prolapso do intestino ou enterocele.


Como é o tratamento do prolapso genital?

Com o aumento da nossa compreensão anatômica e fisiológica destes problemas, e com a introdução de novos materiais e tecnologias, a cirurgia do prolapso genital tem, nos dias de hoje, uma possibilidade de tratamento conservador e minimamente invasivo impensável há apenas uma década

Os tratamentos podem ser executados por laparoscopia ou por via vaginal e incluem o uso de próteses que restabelecem a anatomia e se integram aos tecidos naturais.

Os procedimentos executados são: a colpopexia - suspensão e fixação vagina - anterior e posterior com telas; a colpopexia sacral videolaparoscópica e a plicatura (fixação) dos ligamentos uterossacros em jovens com prolapso uterino.


Como são os resultados?

Todos os procedimentos executados por nossa equipe visam a restauração da normalidade fisiológica e da sexualidade de nossas pacientes. Nesta área, não há mais espaço para as cirurgias mutiladoras da vagina ou aquelas confundidas com a perineoplastia e que tem baixa eficácia de resultados. A paciente deve ser cuidada com a complexidade que se exige na correção do prolapso genital.


Como Pagar Marque Sua Consulta
Depoimentos

Em 2011, tive uma perfuração na bexiga após uma histerectomia. Vinha sofrendo desde então, sendo privada de ter uma vida normal.

Tive que usar fraldas durante toda a minha luta para tentar solucionar o problema.Fui encaminhada pelo Dr. Max para fazer a cirurgia com o Dr. Celso Ronsini.

Ver mais...

Sou triatleta, tive uma lesão no treino de bicicleta, e após passar por três médicos diferentes sem obter um diagnóstico, meu marido conseguiu contato com a "CosmeticVacations - Michael Boeckle" , o qual nos indicou o Dr. Celso Ronsini, que me foi uma grata e feliz surpresa, pois diagnosticou na hora o problema e começou imediatamente o tratamento.

Ver mais...