HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Seg-Sex || 9:00AM - 17:00PM
Sab || 9:00AM - 12:00PM

PERIODONTIA


O que é a periodontia?


A periodontia é a especialidade ligada ao tratamento da gengiva e dos tecidos de suporte dos dentes. O dente possui um sistema hidráulico de amortecimento chamado ligamento periodontal.

O dente não está ligado diretamente ao osso, possui essa sensível articulação, que é o que permite termos aquela sensibilidade aguçada durante a alimentação, se por algum motivo existir uma pedrinha de areia no meio da comida, e você mastigá-la. Existe um arco reflexo imediato que trava a mastigação. Isso, que chamamos de propriocepção, é fornecida exatamente pelo ligamento periodontal.

O dente, portanto, está inserido (articulado) no osso, e não ligado diretamente a ele, e pode sofrer problemas ou doenças que destruam esse sistema de suporte, como as doenças periodontais.

A causa mais comum da periodontite é o grande acúmulo de bactérias na boca, principalmente sobre os dentes e por baixo da gengiva, e que se organizam em colônias que chamamos hoje de “placa bacteriana”, o antigo tártaro.

Essa é a origem da periodontite, antiga piorréia. Essas placas vão se acumulando e calcificando na maioria das vezes, o que torna a remoção pelo paciente em casa, pela escovação, impossível de ser realizada. Para o tratamento deste problema dental existe o especialista em periodontia, o periodontista.

O especialista em periodontia será o responsável pela limpeza dos seus dentes, em todas as áreas, inclusive naquelas mais profundas, que o paciente não consegue mais limpar, realizando o tratamento periodontal.

A periodontite é uma inflamação crônica que acomete gengiva, osso e ligamentos de suporte dos dentes.

A periodontite é uma das principais causas de perda de dentes em adultos e a principal causa em pacientes idosos.

A periodontite pode ainda promover a mobilidade e mudança de posição dos dentes. Entre os sintomas da periodontite estão: sangramento gengival, alteração do paladar, sensibilidade dental, dores e desconfortos gengivais, alteração da cor dos dentes, mau hálito.

A causa principal doenças periodontais é a má-higiene, apesar de sabermos hoje que existem muitas causas que ajudam ou predispõe o aparecimento da periodontite: predisposição genética, tabagismo, consumo excessivo de álcool, diabetes...

O importante é saber que - sem bactéria não há doenças periodontais! Por isso um paciente com periodontite precisa ter consciência do seu problema, saber que existe tratamento periodontal e que o desleixo pode levar à perda de todos os dentes da boca.

E o pior, junto com o dente, que vai aos poucos ficando com a raiz exposta, sensível, e depois fica com mobilidade até sair quase sem esforço, o paciente de periodontite perde todo o osso circundante.

É assim que ocorre na periodontite: como dissemos no início, o ligamento periodontal está ligado ao osso, e com a invasão bacteriana para baixo da gengiva, o próprio organismo do paciente começa a “fugir” das bactérias, fazendo com que ocorra uma reabsorção óssea para que as bactérias não consigam invadir o organismo.

É uma fuga inteligente, já que a quantidade de bactérias muito virulentas é muito alta, e uma invasão generalizada no organismo poderia causar uma infecção generalizada e até a morte.

Mesmo com essa defesa natural, estuda-se que muitos pacientes com doenças periodontais acabam apresentando problemas em outras partes do corpo, como dores articulares, problemas digestivos e até infecção da parte interna do coração ou outros órgãos.

Se apresentar qualquer sintoma, procure um especialista em periodontia, que é o profissional apto a realizar o tratamento periodontal. Portanto, prevenir as doenças periodontais é preservar a saúde em geral!

TOP